segunda-feira, 23 de outubro de 2017

«Silêncio Visual» - Tolentino Mendonça

[poema da semana, no quadrado]

O silêncio do jardim

O silêncio é também visual
apercebemo-nos dele no movimento
das folhas ao voltar-se
nessa espécie de caudal que se abre
semelhante a uma fronteira
ou a uma força mesmo descontando
as perdas

não há visitante a quem o jardim
não ceda o seu silêncio
e é interessante seguir a forma de cada um
subindo por esse começo

às vezes começo
às vezes partida em falso


José Tolentino  Mendonça, Teoria da fronteira, Assírio & Alvim, 2017 (maio), p. 29