segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

O vendedor de livros (usados)

Domingo. Chiado. Rua Anchieta. Repete a feira de Sábado, por ser Natal.
Cerca das 10 e 30. Vendedor ainda jovem. Não Gordo. Calvo. Barba por fazer. Em estado «Vermelhusco».

V.: (apontando) "saído há tão pouco tempo e já está aqui? e por este preço?" (baixo, o preço)
Vend.: "o crítico não gostou e vendeu-mo logo"
V.: "ai, é assim? ai, ele é isso?" (qual o crítico, inquirido, não o revelou)
Vend.: "é a vida"  (manuseia-o)   "eu também já o li e não gostei"
V.: "porquê?"
Vend.:"não sei, não gostei"

(na continuação da conversa irá afirmar que o "viu na diagonal"...)
MORAL: «já não há vendedores como...»